Vai dar certo

Paraná declara epidemia de H3N2; são 832 casos, mas secretário estima número "20 vezes maior"

Por Mais Ceará em 12/01/2022 às 14:54:09

O Paraná declarou estado de epidemia de H3N2, devido ao aumento de casos diários e óbitos em decorrência da doença. O anúncio foi feito pelo Secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, durante entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira (12).

Epidemia H3N2
Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Até esta terça-feira (11), foram confirmados 832 casos, sendo 805 moradores do Paraná e 27 de fora do estado, além de 12 mortes. No entanto, segundo Beto Preto, esse número pode ser “20 vezes maior”.

“Este número de casos e óbitos é o registro que conseguimos da investigação epidemiológica após a detecção da doença pelas unidades sentinela, o que certamente não representa a realidade da doença no Estado. Temos estimativa que este número de confirmações seja pelo menos 20 vezes maior”, afirmou.

A epidemia de H3N2 foi declarada porque no Paraná a transmissão já é considerada comunitária e o vírus está presente em, pelo menos, 144 dos 399 municípios.

Para o secretário, as confraternizações de fim de ano aceleraram o processo de transmissão da Influenza H3N2.

“Tivemos um grande número de aglomerações familiares pelo Natal e Ano Novo, além de muitas pessoas no litoral do Estado. Com isso, a transmissão da doença se intensificou”, lamentou.

Diante disso, a estratégia do governo será de reforço da vacinação contra a Influenza, em paralelo com a imunização da Covid-19. A Secretaria de Estado da Saúde (SESA) possui, atualmente, 616 mil doses da vacina contra a gripe disponíveis nas unidades de saúde.

Óbitos por H3N2 no Paraná

Os 12 óbitos registrados no Paraná aconteceram em um intervalo de 30 dias, entre 11 de dezembro de 2021 e 10 de janeiro de 2022. São de seis mulheres e seis homens, com idades que variam de 44 a 83 anos.

Onze tinham algum tipo de comorbidade e um caso segue em investigação. Seis não haviam tomado a vacina contra a Influenza e um permanece em investigação.

As pessoas eram residentes em Arapongas (1), Curitiba (2), Foz do Iguaçu (1), Londrina (2), Mandaguaçu (1), Maringá (1), Marumbi (1), Paranaguá (2) e Tapira (1).

Epidemia de H3N2

O estado de epidemia é declarado quando há a manifestação coletiva de uma doença, que se espalha rapidamente, por contágio direto ou indireto, até atingir um grande número de pessoas em um determinado território.

Conforme a SESA, não havia registros de tantos casos neste período desde o início do monitoramento da Influenza A (H3) em 2016.

Há a preocupação porque a transmissão dos vírus da Influenza ocorre, geralmente, durante os períodos mais frios, no inverno. O que faz com que o Paraná viva, neste momento, uma situação atípica de confirmações de casos durante o verão.

Fonte: Banda B

Tags:   Saúde
Comunicar erro
CAMES

Comentários

Pintando o SeteAzul