Vai dar certo

Tarcísio de Freitas teme governar SP com Lula no Planalto: "Nos condenou ao atraso e à pobreza"

Por Mais Ceará em 21/06/2022 às 19:51:04

Nesta terça-feira, 21, o programa Pânico recebeu o pré-candidato ao governo de São Paulo, Tarcísio de Freitas. Em segunda colocação nas pesquisas eleitorais, ele vê com boas expectativas as chances de que sua pré-candidatura decole nas intenções de voto. “Fernando Haddad está no teto do recall. Foi candidato à presidência da República, as pessoas ainda estão com uma memória a respeito dele. Ele não tem muita mobilidade e tem uma rejeição muito grande. Não vejo muito espaço para ele crescer. A gente ainda tem o desconhecimento e está transformando ele em intenção de voto. Ou seja, quem conhece gosta. A gente tem o que mostrar, conseguiu fazer muita coisa com cenário adverso e as pessoas entendem isso.” Quando se fala na possibilidade de que Tarcísio e Lula vençam as eleições de 2022, ele torce para que a vitória do petista não se concretize. “O Brasil não merece isso. Estou com minha fé lá, rezando para que isso não aconteça. Ele representa aquilo que é superado, que é antigo. Ele nos condenou ao atraso e à pobreza. Não quero isso para as gerações futuras.”

Na composição de seu plano de governo para São Paulo, Tarcísio aposta na presença de mulheres: “A gente chamou as mulheres para o ministério da Infraestrutura e foi incrível. Mérito mesmo, elas são fantásticas. A mesma coisa a gente quer fazer aqui”, contou. “Rosana Valle está comigo no plano de governo, focada e dedicada à política das mulheres. Maurren Maggi vai nos ajudar na política dos esportes, a gente vai se cercar de mulheres porque elas tem competência e fazem um trabalho maravilhoso”, afirmou. Ele deu detalhes sobre as negociações para a deputada federal Rosana Valle concorre em sua chapa como vice. Tarcísio elogiou o trabalho da parlamentar na cidade de Santos. “Não quer dizer que esteja fechado. A gente não sabe ainda o que vai acontecer em termos de agregação de força política. Vamos supor que, daqui a pouco, venha um grande partido a esse bloco que possa oferecer um bom nome, de confiança e de bom currículo para essa posição de vice. É uma possibilidade na mesa.”

Tarcísio de Freitas também criticou a gestão de Rodrigo Garcia no estado. Para ele, o governador e João Doria têm a mesma forma de fazer política. “No final das contas, Rodrigo era secretário e vice-governador, governo de fato. Governo deles é uma coisa só, Rodrigo Doria. Castigaram o setor produtivo, asfixiaram as empresas e subtraíram empregos. Agora estão com uma enxurrada de dinheiro e estão aí distribuindo, fazendo política. É uma política ruim e a gente vai entrar forte numa linha liberal, com privatizações”, disse. Questionado sobre a possibilidade de privatização da Sabesp, responsável pelo saneamento básico em São Paulo, ele afirmou estar estudando o caso. “A gente não pode fazer a privatização por fazer. A gente tem que verificar se vamos ter ganhos. Melhorar a prestação de serviços, melhorar o investimento, avançar questões importantes no saneamento. Oferta de água, segurança hídrica, baixa na tarifa. Tem que estudar para dar conforto para o cidadão. Tudo leva a crer que é o melhor para o cidadão.”

Confira na íntegra a entrevista com Tarcísio de Freitas:

Fonte: JP

Comunicar erro
CAMES

Comentários

Pintando o SeteAzul