Pintando o SeteAzul

Bolsonaro diz que Brasil é o país que mais vacina contra a Covid-19 no mundo

Por Mais Ceará em 04/03/2021 às 09:51:19

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Brasil é o país que em números absolutos mais aplicou vacinas contra a Covid-19 em todo o mundo. Dados do Ministério da Saúde apontam que quase 8,5 milhões de brasileiros já receberam a primeira dose de um dos imunizantes que estão sendo aplicados no país. O número é alto, equivale praticamente a toda população de Israel, mas representa apenas 3% da população brasileira. Especialistas afirmam que, seguindo o ritmo atual de vacinação, os imunizantes só devem chegar a todos do país no fim de 2022. No entanto, na avaliação do presidente, o governo está fazendo o “dever de casa”. “Brasil é o país que, em números absolutos, mais está vacinando. Temos 42 milhões de vacinas para esse mês, perdão, 22 milhões. Mês que vem deve ser mais 40 milhões. O país está mais avançado nisso. Acelerei no ano passado MP destinando R$ 20 bilhões para comprar vacinas, então estamos fazendo o dever de casa.”

Bolsonaro voltou a falar nesta quarta-feira, 03, sobre a ida de uma delegação do governo, incluindo o ministro das Relações Exteriores, para Israel no sábado, 06. A ideia é fazer um acordo para testar no Brasil um spray nasal que teria sido eficaz no tratamento de 29 pessoas internadas com Covid-19. O medicamento não passou por estudos, mas como será aplicado em pacientes em estado grave, o presidente acredita que não haverá resistência no tratamento experimental. “As primeiras ações são as melhores possíveis, vamos ver se a gente consegue fechar um acordo e começar a aplicar a terceira fase no Brasil. É para quem está em estado grave, então dificilmente alguém, no meio entender, vai se opor ao tratamento”, disse. Vale lembrar que o mandatário chegou ao dizer, no começo do ano, que não era o governo brasileiro que deveria ir atrás dos laboratórios que produzem as vacinas. Nas palavras dele, são as empresas que têm que querer vender para o Brasil, uma postura bem diferente da adotada no momento, quando Jair Bolsonaro determina a ida de 10 integrantes do governo a Israel para negociar a vinda de um spray nasal para o país que não passou por testes clínicos.

*Com informações do repórter Antônio Maldonado

Fonte: JP

Comunicar erro
CEP

Comentários