Vai dar certo

Edson Fachin agradece Rodrigo Pacheco por "discurso firme" em favor da democracia e das urnas

Por Mais Ceará em 04/08/2022 às 13:25:57

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, encaminhou uma mensagem parabenizando o presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), pela sua manifestação em defesa da democracia e nas urnas eletrônicas. Durante sessão da Corte nesta quinta-feira, 4, o ministro pediu licença aos presentes e fez a leitura do texto, que agradecia o discurso “firme e sereno” em favor da democracia e do processo eleitoral brasileiro. “Essa atitude se deve ao fato que, em nosso modo de ver, os anais da história escreverão no futuro os nomes em uma das seguintes duas listas: os defensores da democracia, na qual de modo sobranceiro, se inscreve o senhor presidente do Senado Federal, senador Rodrigo Pacheco; e os cúmplices do populismo autoritário. Que vença a democracia, que vença a paz e a segurança nas eleições”, disse Edson Fachin. A fala do presidente do Congresso Nacional aconteceu nesta quarta, durante abertura de uma sessão deliberativa.

Em sua fala, o senador defendeu “pela confiança” no processo eleitoral, na Justiça Eleitoral e nas urnas eletrônicas, consideradas “motivos de orgulho nacional”. “Elas têm se constituído em ferramenta poderosa contra vícios eleitorais muito frequentes como na época do voto de papel. Representam, assim, o verdadeiro aperfeiçoamento institucional”, comentou. Em seguida, Rodrigo Pacheco falou sobre a democracia no Brasil e as eleições livres. “As eleições existem para assegurar a legitimidade do poder político, pois os resultados das urnas é a resposta legítima da vontade popular. Legitimidade que deve ser reconhecida assim que proclamado o resultado das urnas. Se vivemos hoje em um estado de direito e um estado democrático, que nós conhecemos como estado democrático de direito, é porque lutamos no passado por esse ideal”, reforçou. As manifestações acontecem dias após o presidente Jair Bolsonaro se reunir com embaixadores estrangeiros e falar sobre insegurança no processo eleitoral e risco de fraude nas eleições.

Fonte: JP

Comunicar erro
CAMES

Comentários

Pintando o SeteAzul