Pintando o SeteAzul

Prefeito e Vice de Tamboril usam máquina pública para se autopromoverem

Em plena pré campanha eleitoral

Por Mais Ceará em 05/06/2020 às 02:39:42
Google

Google

A Gestão Pública de Tamboril, distante 289 km da Capital Cearense, vem de forma bastante insistente desrespeitando um dos princípios basilares da Gestão Pública nominada no Art. 37, caput, da Constituição Federal. O inusitado fato ocorre pelo fato do Prefeito Pedro Calisto e o Vice Prefeito Jardel Cedro do Nascimento (Bibi), fazerem uso dos feitos da máquina pública para se auto promoverem.


São banners virtuais nas páginas oficiais da Prefeitura, em publicações de eventos públicos patrocinadas com o dinheiro público, e recentemente Pedro e Bibi aparecem como feitores da aquisição de um carro, equipamentos de informática e mobiliário para o CRAS do Distrito de Sucesso. As ações governamentais são rotineiramente postas para a população como feitos das pessoas do Prefeito e do Vice, e não da Gestão Pública, promovendo uma confusão na cabeça dos contribuintes Tamborilenses, assim como afrontando de morte o Princípio da Impessoalidade.

Se não bastasse a autopromoção de Pedro e Bibi com o dinheiro público, ainda tem o agravante dos mesmo serem sabidamente candidatos à reeleição nas eleições deste ano, e em plena pré campanha promoverem abertamente autopromoção nos feitos da Prefeitura de Tamboril, provocando o que mais é condenável pelo regramento eleitoral, a desigualdade da disputa. De certo, o Ministério Público tem o dever funcional de coibir tais crimes eleitorais, bem como freiar tal desatino e buscar promover o equilíbrio na disputa.


A indução ao erro pela qual a população de Tamboril vem sofrendo por parte do Prefeito e Vice, certamente agride a lisura do processo eleitoral e confunde a cabeça do eleitor em sua liberdade de escolha. A conduta do Prefeito e Você pode gerar danos irreparáveis na disputa eleitoral, bem como eles podem sofrer sanções de suspensão de direitos políticos e multa.



Fonte: Redação

CEP

Comentários