Pintando o SeteAzul

Camilo e Sarto silenciam sobre as aglomerações em terminais e coletivos na Capital

O Governador e o Prefeito de Fortaleza, que são sintonizados na mesma frequência política

Por Mais Ceará em 01/03/2021 às 07:08:19

Google

É contraditório o discurso de não aglomeração do Governador Camilo Santana ao lado do Prefeito de Fortaleza Sarto Nogueira, quando notamos aglomerações compulsórias nos terminais de transportes coletivos em Fortaleza. O abarrotamento de pessoas que precisam do transporte público, ocorre muito pela redução do horário de trabalho e da frota disponível para a população. A contaminação dos que precisam usar os terminais é meio que inevitável visto a situação vulnerável que a população é posta.


O Governador e o Prefeito de Fortaleza, que são sintonizados na mesma frequência política, condenam aglomerações em redes sociais, mas na prática há um abismo entre as ações do Governo e da Prefeitura no que tange a coibição nos terminais e coletivos. O que se observa é um amontoado de pessoas, meio que em desespero para chegar em casa ou no trabalho. Devido o achatamento dos horários pelo decreto do Governador, a população vive as presas e na correria para chegar ao trabalho ou em casa é inevitável. É importante ressaltar que as aglomerações nos terminais precisam ser enfrentadas com prioridade máxima, visto o eminente risco de transporte coletivo do vírus pelos quatro cantos da Capital.


Fonte: Redação

Comunicar erro
CEP

Comentários