Pintando o SeteAzul

Documento contradiz Pazuello, que nega ter recomendado cloroquina

Por Mais Ceará em 18/01/2021 às 23:17:35

O TrateCOV sugere a prescri√ß√£o de hidroxicloroquina, cloroquina, ivermectina, azitromicina e doxiciclina, a partir de uma pontua√ß√£o definida pelos sintomas do paciente após o diagnóstico de Covid.

Também na semana passada, em meio à falta de leitos e de oxigênio para pacientes com Covid-19 em Manaus, a Saúde montou e financiou for√ßa-tarefa de médicos defensores do "tratamento precoce" para visitarem Unidades B√°sicas de Saúde na capital amazônica, conforme revelou o Painel.

Segundo alguns dos envolvidos, eles não receberam pela participação, mas tiveram diárias de hotel e alimentação pagas pelo governo federal.

Um ofício do Ministério da Saúde, revelado pelo Painel, classificava como "inadmissível" a n√£o-utiliza√ß√£o de medica√ß√Ķes como o antimal√°rico cloroquina e o antiparasit√°rio ivermectina para controlar a pandemia em Manaus.

O guia do ministério é tratado internamente como um protocolo, embora tecnicamente ele precisaria passar por uma comiss√£o interna para ser considerado um documento do tipo. Divulg√°-lo como uma orienta√ß√£o foi uma saída técnica da pasta para evitar críticas.

O documento, disponível no site da pasta e atualizado em agosto, traz as recomenda√ß√Ķes do governo para sintomas leves, moderados e graves causados pelo coronavírus.

A Saúde orienta que nos casos leves seja administrado difosfato de cloroquina. Também traz recomenda√ß√Ķes com quantidades para azitromicina e sulfato de hidroxicloroquina.

Em dezembro, a pasta respondeu a requerimento de informa√ß√£o da deputada S√Ęmia Bomfim (PSOL-SP) e reafirmou o que consta nas recomenda√ß√Ķes de agosto."O referido documento orienta a utiliza√ß√£o de quatro medicamentos no tratamento da Covid-19, sendo a Azitromicina 500 mg associada à Cloroquina 150 mg ou à Hidroxicloroquina 400 mg e Oseltamivir", afirma o ofício.

Uma das primeiras miss√Ķes de Pazuello quando assumiu a Saúde interinamente foi ampliar o uso da cloroquina para o tratamento contra a Covid, o que havia levado à saída de seu antecessor, Nelson Teich.

Foto: AEN

A pasta também j√° divulgou um gr√°fico em que associava, de forma errônea, a redu√ß√£o de mortes por Covid a uma primeira vers√£o do documento (de maio do ano passado), citando como "tratamento precoce".

Além do mais, o presidente Bolsonaro é um defensor do uso de cloroquina, ivermectina e azitromicina para o tratamento contra a Covid, mas esses medicamentos n√£o têm efic√°cia contra o vírus.

No s√°bado (16), o Twitter marcou como enganosa e potencialmente prejudicial uma publica√ß√£o do Ministério da Saúde que colocava o "tratamento precoce" como estratégia de combate ao coronavírus.

Na manh√£ desta segunda, mesmo após diretores da Anvisa (Agência Nacional de Vigil√Ęncia Sanit√°ria) terem dito no domingo (17) que n√£o h√° alternativa terapêutica contra a doen√ßa, Bolsonaro voltou a defender o tratamento precoce.

"N√£o desistam do tratamento precoce. N√£o desistam, t√°? A vacina é para quem n√£o pegou ainda. E esta vacina que est√° aí [Coronavac] é 50% de efic√°cia. Ou seja, se jogar uma moedinha para cima, é 50% de efic√°cia. Ent√£o, est√° liberada a aplica√ß√£o no Brasil", disse Bolsonaro a apoiadores.

Na coletiva de imprensa desta segunda, Pazuello se irritou com a pergunta de uma jornalista que lhe questionou sobre o tratamento precoce defendido pela pasta.

"Eu n√£o falei isso, senhora. Eu n√£o falei isso, senhora. Eu n√£o usei esse termo nenhuma vez, a senhora n√£o ouviu falar nada disso. A senhora n√£o ouviu falar em nenhum remédio. Ent√£o por que est√° dizendo que eu falei?", reagiu Pazuello, em tom irritado.

"Senhora, a senhora nunca me viu, nunca me viu receitar ou dizer, colocar para as pessoas tomarem esse ou aquele remédio. Nunca. N√£o aceito a sua posi√ß√£o."

Questionado sobre se o governo continuaria distribuindo cloroquina para os demais entes federados, o ministro respondeu: "Quando solicitado pelos estados e municípios".

Publicado primeiro em Banda B ¬Ľ Documento contradiz Pazuello, que nega ter recomendado cloroquina

Fonte: Banda B

Comunicar erro
CEP

Coment√°rios