Pintando o SeteAzul

Eleições municipais reduzem presença da oposição no Congresso Nacional

Por Mais Ceará em 01/12/2020 às 05:31:13

A oposição deve perder três cadeiras na Câmara dos Deputados com a convocação de suplentes para o lugar dos nove deputados federais que foram eleitos prefeitos ou vice-prefeitos neste ano. Segundo levantamento da Secretaria-Geral da Mesa Diretora, os partidos de esquerda e centro-esquerda devem passar de 133 para 130 deputados. PT, PSB e PDT vão perder um assento cada. Enquanto isso, o PL e o PSD conquistam, cada um, uma nova cadeira. Ambos fazem parte da base aliada do governo na Casa. Outro partido que ganha um deputado a mais é o PSDB, que não é da base governista, mas já votou com o Planalto sobretudo em pautas de economia.

Leia também

Mandatos coletivos aumentam e prometem buscar espaço nas câmaras municipais

Novos prefeitos miram reformas em andamento no Congresso

PEC pode obrigar impressão de comprovante de voto dado em urna eletrônica

Isso acontece porque os suplentes dos deputados eleitos são definidos pela ordem dos mais bem votados entre os não-eleitos da coligação que foi formada nas eleições de 2018. Por isso, a suplência nem sempre fica com alguém do mesmo partido ou até da mesma corrente ideológica. Pela atual lei eleitoral, as coligações deixaram de existir em eleições para cargos do Legislativo a partir da eleição deste ano. A nova regra também vale a partir de 2022.

*Com informações do repórter Levy Guimarães

Fonte: JP

Comunicar erro
CEP

Comentários