Pintando o SeteAzul

Pesquisa eleitoral ou propaganda eleitoral?

As pesquisas IBOPE e DATAFOLHA de vésperas dessas eleições influenciaram no resultado...

Por Mais Ceará em 30/11/2020 às 11:16:37
Google

Google

Objetivamente as duas pesquisas contratadas pelos dois principais veículos de comunicação do Estado, tiveram total influência no resultado das eleições em Fortaleza. O IBOPE e o DATAFOLHA, precisam vir a público se explicarem acerca das pesquisas eleitorais divulgadas às vésperas das eleições na capital Cearense e que davam vitória a Sarto Nogueira do PDT com uma vantagem absurda de 22%, quando as urnas apuraram diferença de 3,38%.


São pesquisas eleitorais ou propagandas eleitorais? A função das pesquisas IBOPE e DATAFOLHA nas vésperas das eleições em Fortaleza, tem delineado propósitos muito claros, pois ambas induziram a tendência de diferença abismal entre os candidatos, que desmotivaram o eleitorado e afastaram de forma muito contundente os apostadores de que as eleições estariam com resultado definido. O clima de já ganhou provocado pelas pesquisas IBOPE e DATAFOLHA, teve caráter criminoso diante do ordenamento eleitoral, e feriu de morte a principiológica que prega paridade entre os concorrentes.


Fica claro que as pesquisas eleitorais devem ser instrumentos de consumo internos, e que será preciso que o TSE tire a venda para tais aberrações que se apoiam num registro no tribunal para credenciar como verdades absurdos como o praticado em Fortaleza nessas eleições de 2020. Uma resolução do tribunal seria o suficiente para coibir tais atrocidades, que ferem de morte a democracia e São tóxicas para que a vontade popular seja respeitada. A pesquisa IBOPE divulgada no sábado, ou seja, um dia da votação, dava Sarto com 61% e Wagner com 39%, uma diferença de 22%.

Fonte: Redação

CEP

Comentários