Pintando o SeteAzul

Maioria acha que pandemia deve piorar em 2021, mostra pesquisa Datafolha

Por Mais Ceará em 20/11/2020 às 18:00:38

Nas últimas duas semanas o país tem visto os casos de Covid-19 aumentarem após um período de queda. Em São Paulo, as taxas de internações em hospitais públicos e privados voltaram a subir e o governo congelou o agendamento de novas cirurgias eletivas e a desmobilização de leitos para tratamentos de coronavírus. No Rio de Janeiro, a média móvel de casos dobrou no estado nesta semana.

Diante de uma possível piora na pandemia em 2021, a maioria dos eleitores também se diz a favor de ações mais restritivas, como a diminuição do horário de funcionamento de comércios e serviços.

A maior adesão à medida foi identificada pelo Datafolha em Recife (74%), seguido do Rio (71%) e de São Paulo (69%). A opção é majoritária em todos extratos da pesquisa.

Já no caso de ações mais drásticas, como fechamentos de serviços não essenciais, a maioria dos entrevistados nas três capitais também se mostrou favorável.

O fechamento de lojas, bares e restaurantes foi apoiado por 66% dos eleitores em Recife, 65% no Rio e 61% em São Paulo.

Já o fechamento de serviços como academias, salões de beleza e escritórios teve adesão de 70% dos ouvidos pelo Datafolha no Rio, 67% em Recife e 66% em São Paulo.

De forma geral, essas medidas encontram maior apoio nas parcelas de eleitores mais jovens, com mais escolaridade e também com maior renda.

O fechamento de escolas em caso de aumento de contaminados por Covid-19 recebe adesão de um grupo ainda maior de eleitores. Os índices, puxados pelas mulheres, chegam a 72% no Rio, 70% em São Paulo e 69% em Recife.

De olho na alta de casos na cidade, a Prefeitura de São Paulo anunciou nesta semana que não pretende liberar aulas presenciais em outros ciclos, além do ensino médio, neste ano.

Publicado primeiro em Banda B » Maioria acha que pandemia deve piorar em 2021, mostra pesquisa Datafolha

Fonte: Banda B

CEP

Comentários