Pintando o SeteAzul

Prefeitura de Catunda compromete Receitas do Município, segundo Tribunal de Contas

Os gastos de Catunda com folha extrapolam todos os limites do TCE, e ultrapassam os 64%

Por Mais Ceará em 10/09/2020 às 16:28:40
Google

Google

Distante 290 km de Fortaleza, a pequena Catunda com população pouco superior a 10 mil habitantes, vem sendo destaque negativo de como não se deve gerenciar a coisa pública. A afirmação encontra alicerce no Relatório de Acompanhamento Gerencial do Tribunal de Contas dos Municípios, que já no primeiro quadrimestre de 2020 aponta Catunda como sendo uma das gestões que mais comprometem a Receita Corrente Líquida do município, no Estado. Com astronômicos 64,06% de comprometimento da Receita com folha de pessoal, o município está inadimplente segundo parâmetros do TCE, e inviabilizado de celebrar convênios na esfera Estadual e Federal, pois não consegue tirar se que certidões junto ao TCE.


O atoleiro gerencial de Catunda chama atenção pela vultuosa quantia empregada em pagamento de pessoal, o que inviabiliza gerencialmente o município. Catunda ultrapassou os limites suportáveis de gastos com folha, instruídos pelo TCE, que são de 54%, atropelando de forma absurda a Lei de Responsabilidade Fiscal, Lei 101/2000, Art 20, Inc III.

O péssimo exemplo da Gestão de Catunda deve ser criteriosamente coibido pelas autoridades competentes, sobretudo os que zelam pelo futuro do gerenciamento coletivo de Catunda. É preciso desonerar a folha e equilibrar as finanças do município no sentido de dar mais oxigênio para que a gestão caminhar de forma mais sustentável e trazer melhoras coletivas para os Catundenses.

Fonte: TCE

CEP

Comentários