Pintando o SeteAzul

Advocacia

Por Alex Curvello

Por Mais Ceará em 19/02/2021 às 07:59:42

A máxima do cliché que o advogado é essencial a justiça é quase tão real quanto a necessidade de termos uma justiça mais célere, bem como isonômica em sua totalidade.

O caminho trilhado para quem deseja advogar não é fácil, bem como existem dificuldades em todas as profissões, entretanto a busca pelo êxito é algo honroso e satisfatório na advocacia. A missão advocatícia de defender os interesses difusos da sociedade, na busca constante pelos direitos e garantias dos cidadãos é a força motriz do(a) advogado(a).

Um ser virtuoso é aquele que consegue e que possui a justa medida daquilo que irá realizar, esta realização na advocacia é a justiça, sendo assim o(a) advogado(a) deve compreender o direito como um todo que é o meio humano de se alcançar uma justiça social.

A constante busca pela mudança daquilo que seu ou sua cliente precisa é o que impulsiona a advocacia, tudo de forma ética, com valor, buscando a moderação, agindo com prudência e por vezes com ousadia.

Tal mudança inclusive deve em determinadas ocasiões acontecer com o(a) advogado(a) em relação a postura, buscar sempre evoluir, ficar atento, observar o interno que o externo é ofertado.

Certa vez Jhon Kennedy falou "A mudança é a lei da vida. E aqueles que apenas olham para o passado ou para o futuro irão com certeza perder o futuro".

A advocacia deve ser útil, o(a) advogado(a) tem que sair do vazio de uma vida muito ocupada, valorizar a oportunidade de mudar uma vida para melhor, compreender de fato que sua missão é defender o Direito.

Um(a) advogado(a) tem que acreditar que é mestre do futuro através das pequenas escolhas diárias, o mais ínfimo pensamento e até uma pequena ação, transforma o presente.

As palavras de um(a) advogado(a) devem ser para encantar as pessoas, buscar a justiça, inspirar algo, refinar as atitudes e expressar o bem.

A jornada da advocacia pela justiça é surpreendente, que aprendamos a apreciar o caminho mais do que ao destino.


Fonte: Alex Curvello

Ler próxima

Advocacia

CEP